quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Redes sociais a serviço do mal


Eu me pergunto todos os dias o que acontece com o ser humano pois vivemos na era da informação e isso na teoria deveria nos tornar, no mínimo, mais esclarecidos, mas me parece que estou errado em minha lógica. Está se multiplicando pela internet casos como esse, em que, a xenofobia,  o preconceito,  o racismo,  o sexismo, a intolerância religiosa ou de opção sexual e até mesmo política, encontram na web seu meio de propagação.
Fica o alívio que este tipo de comportamento degradante não corresponde ao que a maioria das pessoas (que são do bem) pensam. Porém, não deixa de ser decepcionante.
Deixo aqui meu registro pessoal de apoio e admiração ao povo nordestino que são exemplo de gente trabalhadora, forte, amistosa e alegre.
Talvez seja isso que incomode tanto este tipo de pessoa frustrada e infeliz que dá vazão à seus complexos de inferioridade atacando outros para tentar se projetar de alguma maneira.

Eu mesmo sei o que é isso, já que fui vítima dessa forma covarde de ataque efetuado por uma comunidade do orkut (gport santos) relacionada ao setor que trabalho em minha empresa. Até hoje, depois de quase cinco anos nunca houve uma retratação por parte daqueles que me prejudicaram. Foi aberto inquérito administrativo, as pessoas envolvidas não foram punidas e outras pessoas foram prejudicadas também.

É preciso denunciar essa prática de violência feita por gente covarde e malévola.



Raniery