quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Assédio moral: conheça e vença


Conhecereis a verdade e ela vos libertará proclamou o mestre nazareno aos seus discípulos milhares de anos atrás. E isso não mudou. Que dirá, se tratarmos de um assunto tão antigo quanto as palavras de sabedoria do mestre dos cristãos: o assédio moral.

Afirmar que é um problema crônico e social não é exagerar tendo em vista que é um fenômeno que vem sendo estudada de forma exaustiva por especialistas nas mais diversas áreas como a médica, jurídica, psicológica, recursos humanos etc. O resultado das pesquisas aponta para os efeitos prejudiciais que este tipo de violência acarreta em pessoas do mundo inteiro.

Os processos da globalização, competição acirrada, crises financeiras que afetam os países são apontados como justificativas para massacrar e aterrorizar trabalhadores, mundo afora, sob a ameaça do desemprego. Até questões raciais, de origem xenofóbicas, acabam emergindo diante de tais crises.

Pode-se falar em terror psicológico, se bem que silencioso, e, talvez, mais perverso e cruel, pois não se dá chance de defesa. Pretende causar sofrimento para se obter o controle e se conseguir o que se quer em nome da ganância e do enriquecimento de poucos. O resultado disso é a deterioração da saúde física e psicológica dos indivíduos que passam a desenvolver doenças crônicas que até então não portavam.

O processo se desenvolve por mecanismos emocionalmente abusivos que são executados por expedientes não menos cruéis como boatos, isolamento, descrédito e humilhações, que demonstra uma deliberada intenção em degradar o ambiente e condições de trabalho; Outra característica a ser destacada é a comunicação antiética e perversa que confunde a vítima, que no primeiro momento não consegue discernir exatamente o que está acontecendo; É pela continuidade do processo que se deixa claro a intencionalidade por trás de toda conduta hostil do agressor (es) que pode ser tanto um ou mais chefes, colegas ou a combinação destes, que demonstra a covardia humana em ação alimentada pelo individualismo e frieza de pessoas sem consciência; O indivíduo acuado passará a manifestar um quadro de deterioração geral que o afetará física, psíquica e socialmente, agravado tanto quanto o processo durar- pergunte a alguém que passou por isso e saberá o quanto é difícil superar e se recuperar de tal dano.

Portanto, conhecer a dinâmica do assédio moral permite um melhor meio de se defender e superá-lo.

Identifique o que é assédio moral:

·        Qualquer conduta abusiva:
§  Gesto;
§  Palavra;
§  Comportamento;
§  Atitude;
§  Outros.
·        Repetição ou sistematização
·        Com objetivo de afetar
§  Dignidade/ integridade
- Física
- Psíquica
·        Ameaça ao emprego
·         Degradação do ambiente/ condições de trabalho
·        Condutas
-Imorais
-Inconstitucionais
·        Insidiosas por meio
§  - Abuso de poder
§  - Manipulação
·        Afeta
·        Dignidade
·        Direitos personalíssimos
·        Afastamento do emprego
·        Desemprego forçado

O assédio moral cobra um alto custo à sociedade, pois o trabalhador adoecido além de não estar em condições de contribuir com sua força de trabalho, onera o Estado que arca com o afastamento pelo seguro social, fora os valores indenizatórios que solapam as empresas com passivos trabalhistas desnecessários.

Ante o exposto, fica claro a necessidade de se combater o assédio moral por todos os meios disponíveis, incluindo aí, a intervenção jurídica e legislativa, mas que também é um problema de toda a sociedade que deve discutir o assunto para que isto aconteça cada vez menos, para então, avançarmos para um mundo mais livre e democrático.