quarta-feira, 22 de junho de 2011

Amigo Suricato


Hoje, faz um ano que postei a primeira matéria do “Mentes Alertas” e de lá pra cá muita coisa mudou e aconteceu.


Lembro- me que naquele período em que tentaram me isolar dos demais, um amigo estava se afastando do trabalho, pois entrara num processo depressivo por causa do assédio moral que estava vivenciando.

Naqueles dias o MPT tinha acabado de iniciar suas investigações referente a denúncia que fiz e, portanto, o clima estava nervoso por lá; pode-se imaginar, não é?

É interessante também registrar que um dos agressores morais que desencadeou meu afastamento, covardemente se afastou pra não ser demitido, depois de humilhar um colega em pleno exercício da função numa situação muito parecida com a minha. Essa reincidência corrobora meu argumento de que eles não mudam. Ao mesmo tempo aponta a ineficiência da empresa em tomar medidas disciplinares.

Houveram transformações, mas ainda há muita coisa por fazer, pois o agressor não muda, não se arrepende de seus atos, daí por que provocar o manto protetor da justiça, pelo menos pra inibí- los e deixá- los de sobreaviso.

Em ambientes doentes e permissivos ocorre a proliferação de práticas condenáveis, antiéticas e imorais, e, até pessoas que em condições normais não optariam por este tipo de comportamento nocivo acabam praticando atos emulativos.

O importante é que não passarão desapercebidos e ganharão visibilidade. O que me lembrou de uma postagem sobre os suricatos que possuem sentinelas pra avisar seu clã dos perigos de predadores que se aproximam. Aquele meu amigo gostou da postagem e toda vez que nos encontramos nos cumprimentamos como amigos suricatos. Aliás, diga- se de passagem, ele já voltou ao trabalho e está muito bem.

Pois é, se de um lado um agressor se levanta pra atacar trabalhadores, de outro ele acaba produzindo antagonistas que irão lhe causar muitos transtornos. Como um efeito dominó a coisa se voltará contra ele cedo ou tarde.

Portanto, vamos lá, pro ano seguinte nos fortalecendo e nos equipando pra combater a prática do assédio moral em pleno direito de resistência à perversidade.

HAKUNA MATATA!
Muito obrigado pelo prestígio que todos os dias você me dá e pela divulgação das informações contidas aqui. Juntos, nós iremos enfraquecer as ações destes seres medíocres que estão por todos os lados atormentando a vida das pessoas de bem.

Um forte abraço e fique na proteção dos guardiões.


Raniery
raniery.monteiro@gmail.com